Site de Poesias

Menu

SONETO DE IALMAR PIO SCHNEIDER Desfolho a vida em dias mal vividos, Sem ter alguém que me compreenda e sinta O que dizem meus versos envolvidos Em minha mágoa pálida, indistinta... Os escassos momentos conseguidos Numa aventura louca, agora extinta, D


SONETO DE IALMAR PIO SCHNEIDER
 
Desfolho a vida em dias mal vividos,
Sem ter alguém que me compreenda e sinta
O que dizem meus versos envolvidos
Em minha mágoa pálida, indistinta...
 
Os escassos momentos conseguidos
Numa aventura louca,  agora extinta,
Devem jazer sepultos e esquecidos,
Para não mais lembrar; sem que eu pressinta.
 
Aceito a dor que me entristece tanto,
E de bom grado sigo o meu caminho
Como se não tivesse um desencanto...
 
Hoje apenas desejo a indiferença
De quem nunca me amou, e andar sozinho
Na calma solidão da noite imensa...
 
Capão da Canoa – RS, 6/3/93
http://ial123.blog.terra.com.br/
EM 26.06.2009

Compartilhar
Ialmar Pio
25/11/2020