Site de Poesias

Menu

Conjecturas

Conjecturas
Nair Damasceno


É bem possível que eu já não me encontre
Depois de me perder em meus caminhos
Que eu mesma construí, talvez me espante
Com os galhos secos e cheios de espinhos.


É bem possível que eu não me amedronte
E acaricie a folha do azevinho,
E que retorne em busca de uma fonte,
E me afogue em seu redemoinho.


Talvez lhe encontre no fundo do poço
Desfigurado pela suja lama,
Talvez mais velho ou talvez mais moço


E o seu sorriso seu rosto emoldure
E reacenda em mim aquela chama,
Mas é melhor que eu não conjecture...



Compartilhar
Nair Damasceno
20/05/2020

  • 0 comentários
  • 19 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados