Site de Poesias

Menu

Ramanujan

[Ilustração não carregada]

Como Ramanujan, há um herói dentro de mim.
Do que sei, sempre antes ele do que eu, na vida.
Como um bólido, num vôo quase cego, 
acredito que vou 
indo, ou 
vindo, já nem sei.
Feito pavão misterioso, procuro o mais próximo do sol,
Qual ìcaro.
Tanto quanto Juana Inés, imagino 
‘el Caballero de la Triste Figura’, 
Don Quijote, 
lutando contra todas as Inquisições.

Compartilhar

Bagé

Claudio Antunes Boucinha
25/07/2019

  • 0 comentários
  • 34 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados