Site de Poesias

Menu

O amor que eu conheço

 
 
Não consigo entender
Por amor se sofrer
Se o amor que eu conheço
É o amor que abraça, que enlaça 
E que vibra em torno de si
 
Não consigo entender 
Por amor se ferir
Se o amor que eu conheço
É a medida da minha saudade
É estação de chegar e partir
 
O amor é assim...
É galope na estrada
É porto na chegada
É pra nunca ter fim 

Compartilhar

... É pra nunca ter fim ! SSA, 05/05/2019

Silvestre Sobrinho
05/05/2019

  • 0 comentários
  • 81 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados