Site de Poesias

Menu

Prematuro

Chega uma hora na vida que a gente encontra o que procurava.

Às vezes nem sabíamos que estávamos procurando até encontrar.

 

Assim como o vinho, o blend do nosso suor faz bem ao meu coração.

Me pergunto quem é esta com quem me deleito ao provar seu corpo.

Quem é tal mulher que nunca me sacio em beijar.

E por que me rouba o equilíbrio e as emoções?

Me rouba sorrisos, devaneios e enche-me de turbilhões. 

 

Ela se encaixa tão perfeitamente em meu peito

Que quando ela deita, o meu coração oscila só para acompanhar as batidas do dela.

Ela se encaixa tão perfeitamente em minha vida

Que até seus defeitos a deixam mais bela.

 

Não sei o tamanho do meu querer

Nem se quero tanto a medo de perder

Mas se perco, choro

Fico do avesso, me devoro

 

Quero marcar com ela um encontro em outra vida

Se nesta não vingar

Em outra vida quero tentar

Pois uma existência sem ela seria estarrecida

 

Quero aquele sorriso

Aquele olhar de enganadora

Aquele cabelo liso

Beijar aquele corpo de sedutora

 

Se ela quiser eu caso

Viro marido, pai e mudo meu hábito

Se não quiser eu só disfarço

Finjo que não me apaixonei, foi só um caso.

Minto pra ela e pra mim

Se ainda for possível de acreditar

Digo que nunca estive afim

E repito até que eu mesmo possa acreditar

 

Ela não cabe no meu passado

E eu acho um delicia imagina-lá no meu futuro.

O lugar dela é ao meu lado

Mesmo sendo tudo prematuro.

 

 

 

Aquile

 

 

 

 

 

Compartilhar
Rafael Aquile
16/08/2017