Site de Poesias

Menu

Reflexões

Há quanto tempo não escrevia

Enquanto lá fora a chuva caía

São lembranças que o coração quer exprimir

Mas a mente, esperta, torna a reprimir 

Não há porquê por pra fora

Se entre nós não há mais história

 

Meu coração tem cada vontade 

Parece criança

Se sente calor pede logo um sorvete

Adora um gelo 

 

O poeta sempre é o último a dormir 

Passa a noite escrevendo e sonhando 

De manhã é o último a acordar 

Percebe que a vida não é só sonhar

 

Cada mulher que passa na vida de um homem é digna de um poema.

Algumas merecem só um verso;

já outras, duas ou três estrofes;

mas tem umas que o ponto final lhes cai melhor.

 

By: Aquile, R.

 

 

Compartilhar
Rafael Aquile
31/01/2017