Site de Poesias

Menu

o menino e as núvens

era menino
quando me sentia nuvem
a desenhar no céu
figuras sem sentido
e eu como o vento a me levar
subia o mais alto que podia
e admirado achava graça
olhando gigantes refletidos
enquanto eu distraído 
via o tempo passar

Compartilhar
charlot collier
05/12/2016