Site de Poesias

Menu

Cheiro.

Cheiro é definido como a sensação produzida no órgão olfativo pelas partículas voláteis que emanam de certos corpos.

                                           Um corpo.

                                          O seu corpo.

                                           Um cheiro.

                                          O seu cheiro.

Já ouvi dizer que algumas pessoas tem a alma perfumada e você certamente é uma delas. E o perfume da sua não é de rosas ou algo doce, tem um cheiro único e entorpecedor. Antes mesmo de sentir o perfume que emana da sua pele ou até mesmo o das tuas vestes, já estava familiarizada com este.

                                Por vezes sinto falta do teu cheiro,

                       Este que me falta na ausência do teu corpo.

                          Mas a tua alma carrega uma essência,

                                  Que de longe posso sentir.

Tem gente que tem cheiro de biscoito, outras tem cheiros desagradáveis e tem aquelas que exalam arrogância. Já você, tem cheiro de casa. Tem cheiro de conforto. Cheiro de esperança. Cheiro de amor.

                               Senti seu cheiro por um dia,

                      Mas já sofro de saudades da companhia.

                             Nas memórias vivo ele está,

                        Já estou louca para te reencontrar.

Drummond disse que se podemos sentir o cheiro de uma pessoa em pensamento como se ela estivesse ao nosso lado, é porque o amor chegou em sua vida. Com base na minha atual condição, eu diria que ele nunca disse algo tão verdadeiro na vida.

                                         Amor de novo.

                                  Logo me vem teu beijo.

                                            O toque.

                      E de novo está exalando o teu cheiro.

E por fim, acabei mal acostumada. Ora, mas de quem é que é a culpa? Certamente que é a sua. E não aceito objeções. Tenho certeza plena de que o que digo é verdade. Mesmo de longe fui mimada demais.

                                                Palavras.

                                               Olhares.

                                               Sorrisos.

                           Depois de um determinado dia,

                              Até o vento usa seu perfume.

Compartilhar
B. Flores
22/09/2016