Site de Poesias

Menu

Pra gente fazer mais um samba!


Pra gente fazer mais um samba


Precisa, meu bem, quase nada
Às vezes um vago desejo
De alguma paixão já passada
Às vezes um breve perfume
De alguém que passou na calçada
Às vezes um gosto de orvalho
Que cai na poeira da estrada
Às vezes a doce lembrança
De um nome na folha rasgada
Às vezes a mágoa sem jeito
Que tem toda a alma guardada
Às vezes somente a vontade
Que bate em meu peito calada
O resto já tem no meu peito

Saudade, violão, madrugada 

 

 

Wilson das Neves

Compartilhar
Diego Valeriano
02/05/2014

  • 0 comentários
  • 54 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados